Imprensa

Comer caranguejos não é fácil
Publicado em 27 de Janeiro de 2012

Variedades | 27/01/2012 | 09h10min

Comer caranguejos não é fácil e a Revista de Verão ensina os iniciantes na arte

Os bichos são vendidos vivos, e se você se descuidar, eles fogem

Caroline Stinghen | caroline.stinghen@an.com.br

Comer caranguejo é quase uma arte. É preciso paciência, atenção para não dar uma marretada no próprio dedo e até técnica para encontrar a carne dentro da casca. Para o crustáceo chegar à mesa, o procedimento também não é fácil. Os bichos são vendidos vivos, e se você se descuidar, eles fogem. Nesta época do ano, é comum encontrá-los até na beira da estrada. Na BR-280, por exemplo, entre São Francisco do Sul e Araquari, no Norte de SC, dezenas de ambulantes ganham a vida vendendo caranguejos.

São pelo menos 55 pontos de venda entre o trevo do Itinga, em Joinville, e São Chico. É fácil reconhecê-los pelas bandeirinhas vermelhas. A dúzia de caranguejos sai por R$ 15. Dói menos no bolso do que uma fisgada com a garra, se o crustáceo pegar você desprevenido.

Se comprou uma dúzia de caranguejos vivos, prepare-se: a parte difícil vai começar. Para ajudar, nós buscamos um expert: João Ricardo Casa Filho, 58 anos, é dono do Restaurante Janga, tradicional casa de caranguejos em Joinville.

Uma sala longe da cozinha é utilizada para limpar o crustáceo. A melhor maneira de matá-lo é abrir o casco com uma faca. Em seguida, é preciso retirar os órgãos sexuais do caranguejo. É bom lembrar que ele precisa ser macho. As fêmeas são pequenas e têm pouca carne.

Depois, o cascudo é colocado em uma banheira, onde passa por uma limpeza. O jato de água é mais eficaz que a escovinha, normalmente utilizada. Assim que ele estiver completamente limpo, o animal deve ir direto para a panela.

— Estraga muito fácil. Não se pode esperar. Limpou, coloque para cozinhar — diz João Ricardo.

No Restaurante Janga, as cozinheiras Maria Aparecida Silveira, 47 anos, e Jocilene Regina Casas Prust, 41 anos, colocam dentro do panelão como os caranguejos temperos com alfavaca, sal, tomate e cebola. Eles cozinham durante 30 minutos e já podem ser servidos.

Para beber, modere na cervejinha e no chopp , indica Elen Cristina.

Nutrientes e calorias de um caranguejo cozido (a cada 100 gramas):

Água(%): 77
Calorias (Kcal): 83
Proteínas: 18,5g
Carboidratos: 0,0g
Fibra alimentar: n/a
Colesterol (mg): 85
Lipídios (g): 0,4
Ácido Graxo Saturado (g): 0,2
Ácido Graxo Mono insaturado (g): 0,2
Ácido Graxo Poli insaturado (g): traços
Cálcio (mg): 357
Fósforo (mg): 154
Ferro (mg): 1,33
Potássio (mg): 186
Sódio (mg): 360
Vitamina B1 (mg): 0,04
Vitamina b2 (mg): 0,31
Vitamina B6 (mg): traços
Vitamina B3 (mg): 4,17
Zinco (mg): 6,62
Cobre (mg): 1,11

Fonte: Nutricionista Elen Cristina Dalquono, Mestre em Exercício e Esporte e professora da faculdade de Nutrição do Bom Jesus/Ielusc.

AN

 


© 2017 Elen Dalquano | elen@elendalquano.com.br Desenvolvido por Weslei Silveira
Rua Silva Jardim, 408 Glória, (esquina com rua Netuno) 89216-210, Joinville - SC
Telefone: (47)9987-2112